23 de jan de 2009

Alimentação das Almas

O culto dos mortos com sua diversidade e as mudanças no tempo das atitudes diante da morte faz parte de todas as culturas, desde as civilizações mais remotas até as civilizações da atualidade. A eficácia político-ideológica da doutrina do purgatório instituída pelo Concílio de Trento para os católicos do mundo, forneceram mecanismos lícitos de comunicação entre vivos e mortos , que por meio de orações e missas dirigidas às almas do purgatório , reforçaram o poder de mediação da igreja entre vivos e mortos, vivos e santos e promoveram a intensa cumplicidade dos fiéis no esforço da salvação da alma dos seus. O culto pela, e para a salvação das Almas, foi uma obrigação de fé, largamente praticado até meados dos anos sessenta. Ritos funerários , sepultura adequadas e missas não eram garantias, suficientes para a salvação da alma dos mortos, principalmente dos que tinham morrido de forma “difícil”, entrarem no paraíso. Era necessário portanto, que as Lamentadeiras, com suas orações, por eles também intercedessem diariamente, e principalmente, durante a Quaresma, junto a Deus, aos Santos e Almas Benditas, para que estas encontrassem alivio para os seus sofrimentos. Este ritual ocorre em várias regiões do Brasil e Da América Latina e na Bahia a presença das lamentações ocorre em toda a região do São Francisco, principalmente em Santa Maria da Vitória e Correntina.

Nenhum comentário: